+55 (41) 99743-8306 contato@jornalri.com.br

O Catar Encomenda Navios da Itália para Reforçar sua Marinha

No dia 2 de agosto de 2017 o xeique Mohammed bin Abdulrahman al-Thani, ministro da Relações Exteriores do Catar e membro da família do emir Tamim bin Hamad al-Thani, formalizou oficialmente, em conferência com Angelino Alfano, sua contraparte italiana, a encomenda de sete navios de superfície para composição da Qatar Emiri Naval Forces, a Marinha de Guerra catari.

Corveta da Classe Abu Dhabi entregue em 2013 pela Fincatieri para a Marinha dos Emirados Árabes Unidos.

O acordo firmado entre os dois países no mês de junho de 2016 ficou estimado em cerca de 5 bilhões de Euros e prevê a construção de quatro corvetas, dois navios-patrulha e um navio de assalto anfíbio. A empresa contratada para a realização deste serviço foi a Fincantieri (que em 2013, iniciou o processo de entrega de três corvetas à Marinha dos Emirados Árabes Unidos), que além da construção destas plataformas navais fornecerá apoio logístico de acompanhamento e assistência técnica por quinze anos após a entrega das embarcações. Segundo o comunicado da empresa italiana todas as unidades serão inteiramente construídas em estaleiros da Itália controlados pela Fincantieri. O início da construção está previsto para 2018, com vistas para serem entregues em até aproximadamente seis anos, ou seja, até 2024.

Quando incorporados à Qatar Emiri Naval Forces, os novos navios proporcionarão maiores capacidades de projeção para a Marinha do país. No presente momento, a força naval catari opera majoritariamente com embarcações de pequeno porte, porém com considerável capacidade de mobilidade, com o propósito de combater incursões indesejadas em suas águas territoriais e as atividades relacionadas à pirataria. Por outro lado, a aquisição destas novas plataformas pode apresentar desafios em termos de transformação da doutrina naval, para não mencionar os aspectos relacionados ao adestramento de tripulações.

Embora o Catar hospede a maior base militar dos Estados Unidos no Oriente Médio e também uma base turca, inaugurada em abril de 2016, existe a questão do equilíbrio do poder regional, pois a modernização da Marinha comandada pelo Governo de Doha pode estimular outros países a fazerem investimentos semelhantes neste sentido.

Mesmo que a estratégia naval de Doha em relação às novas embarcações não tenha sido amplamente divulgada, é possível inferir que as corvetas sejam empregadas em missões de escolta de navios gaseiros que saírem dos portos do Catar em direção aos mercados europeu e asiático, pelo menos na região do Golfo Pérsico até à travessia do Estreito de Ormuz. É provável que também sejam utilizadas em missões de patrulha – junto aos navios-patrulha – nas águas territoriais cataris e no North Dome, campo de gás offshore que é compartilhado com o South Pars, de soberania iraniana, formam o maior campo marítimo de gás natural do mundo. É do North Dome que o Catar retira o principal produto de sua pauta de exportação e o converte para Gás Natural Liquefeito (GNL), mercadoria em que o país é líder no fornecimento mundial, respondendo por cerca de 30% do total comercializado em todo o globo.

——————–

Imagem:

Corveta da Classe Abu Dhabi entregue em 2013 pela Fincatieri para a Marinha dos Emirados Árabes Unidos.

(Fonte):

http://www.dolphinenergy.com/en/14/operations/uae-operations

——————–

Fontes consultadas:

Para informações sobre o mercado de gás natural ver BP Statistical Review 2017. Disponível em:

http://www.bp.com/content/dam/bp/en/corporate/pdf/energy-economics/statistical-review-2017/bp-statistical-review-of-world-energy-2017-full-report.pdf Acessado no dia 17 de agosto de 2017.

Fincatieri Press Release. Fincantieri To Build Seven Units for Qatar. Trieste, 16 de junho de 2016. Disponível em:

https://www.fincantieri.com/contentassets/9fcab2ef54354ef487746a74786d3f2e/fincantieri-to-build-seven-units-for-qatar.pdf Acessado no dia 16 de agosto de 2017.

FORTE, G. S. Fincantieri Formaliza la Milmillionaria Venta a Catar de Siete Buques Militares. Infodefensa.com, 5 de agosto de 2017. Disponível em: http://www.infodefensa.com/mundo/2017/08/05/noticia-fincantieri-formaliza-milmillonaria-venta-catar-siete-buques-militares.html Acessado no dia 16 de agosto de 2017.

GROIZELEAU, Vincent. L’Italie Va Construire la Nouvelle Flotte du Qatar. Mer et Marine, 17 de junho de 2016. Disponível em: https://www.meretmarine.com/fr/content/litalie-va-construire-la-nouvelle-flotte-du-qatar Acessado no dia 16 de agosto de 2017.

Le Qatar Achète des Navires Militaires à l’Italie pour 5 Milliards d’Euros. L’Observatoire du Qatar, 4 de agosto de 2017. Disponível em: http://www.observatoire-qatar.com/actualites-du-qatar/item/840-le-qatar-achete-des-navires-militaires-a-l-italie-pour-5-milliards-d-euros Acessado no dia 17 de agosto de 2017.

YOUNES, Ali. Qatar to Buy Seven Navy Vessels From Italy for €5bn. Al Jazeera, 2 de Agosto de 2017. Disponível em: http://www.aljazeera.com/news/2017/08/qatar-buy-7-navy-vessels-italy-5bn-170802135937765.html Acessado no dia 16 de agosto de 2017.

MURDOCK, Heather. Turkey Opens First Mideast Military Base in Qatar. VOA, 10 de maio de 2017. Disponível em: https://www.voanews.com/a/turkey-opens-first-middle-east-military-base-in-qatar/3323653.html Acessado no dia 17 de agosto de 2017.

BLACK, David. UAE Navy Warships Are Ready to Set Sail. The National, 11 de janeiro de 2013. Disponível em: https://www.thenational.ae/business/uae-navy-warships-are-ready-to-set-sail-1.586159 Acessado no dia 17 de agosto de 2017.